FRIGORÍFICO BOI BOM

FRIGORÍFICO BOI BOM

quinta-feira, 26 de maio de 2016

Governo Temer quer mudar Conselhos dos bancos públicos e das empresas estatais

O governo do presidente em exercício Michel Temer prepara uma grande reformulação nos conselhos de administração dos bancos públicos e das empresas estatais. Os conselhos - instâncias em que são tomadas as decisões estratégicas das empresas - têm em sua composição muitos representantes do governo da presidente afastada Dilma Rousseff. Em entrevista ao jornal "Estado de S.Paulo", o ministro da Casa Civil, Eliseu Padilha, revelou que o objetivo é evitar “o conflito de interesses”.

Na visão do ministro, as pessoas que ocupam esses postos, indicadas pelo governo anterior, certamente contestarão as novas propostas administrativas, da mesma forma como fizeram durante a votação da revisão da meta fiscal, no Congresso, na madrugada de quarta-feira, quando ficou claro o clima de confronto e enfrentamento em relação às posições defendidas por Temer.

Padilha evitou usar o termo “devassa” para classificar a atuação do novo governo nas empresas estatais, no Banco do Brasil, na Caixa Econômica Federal e em outros bancos públicos. “Essa palavra soa mal. Penso que tem de se fazer uma análise, uma auditoria”, disse, acrescentando que “a orientação do presidente Michel é que não haja caça às bruxas”. E emendou: “Nós não estamos procurando pessoas; estamos procurando solução do ponto de vista da gestão”.

Padilha não citou casos específicos nem nomes de conselheiros. Mas, uma busca em dados de empresas controladas pelo governo mostra ao menos sete integrantes do primeiro escalão da gestão Dilma: o ex-ministro Jaques Wagner (Casa Civil) e o assessor especial da Presidência Giles Azevedo, no conselho da hidrelétrica de Itaipu; os ex-ministros Luís Inácio Adams (Advocacia Geral da União) e Waldir Simão (Planejamento), ambos nos conselhos da Brasilprev e da Brasilcap, duas coligadas do Banco do Brasil; os ex-ministros Aloizio Mercadante (Educação) e Edinho Silva, na BB Mafre, empresa de seguros do BB, e Miguel Rossetto (Trabalho), no BNDES. O ex-governador do Rio Grande do Sul Alceu Collares, Maurício Requião, filho do ex-governador do Paraná Roberto Requião, e Roberto Amaral, que ocupou o ministério de Ciência e Tecnologia no governo Lula, também integram o conselho de Itaipu.

Pela Lei das Sociedades Anônimas (S/A), há três formas de retirar conselheiros de administração em empresas de capital aberto: fim do mandato (usualmente de dois anos, com possibilidade de prorrogação), renúncia ou destituição em assembleia geral de acionistas.

Ao defender as mudanças nos Conselhos para se adequarem às novas orientações, o ministro Padilha explicou que irá buscar um alinhamento dos conselheiros. Para ele, a gestão do governo deve ser feita “com pessoas que queiram que a proposta seja adotada e não com quem a conteste diametralmente”. Em seguida, defende rapidez nessas mudanças.

“Em tendo havido uma mudança no governo e uma mudança de orientação do governo, é obvio que estas substituições deveriam ter acontecido ontem”, afirmou. “Como não deu para acontecer ontem, de hoje em diante é obvio que têm de acontecer, porque senão teremos um conflito de interesses dentro do órgão, o que é inadmissível”.

Ao ressaltar a necessidade de substituição dos conselheiros, Eliseu Padilha lembrou o enfrentamento que ficou claro entre o governo anterior e o novo, em todas as esferas. “Haja vista o debate que se estabeleceu ontem na Câmara dos Deputados. Se as pessoas que hoje estão nestes conselhos representam aquela posição que foi expressa no debate de ontem, dentro do Parlamento, é obvio que essas substituições já deveriam até ter sido feitas”, observou o ministro.

Questionado sobre o risco de judicialização, já que a função de conselheiro tem mandato definido, Eliseu Padilha respondeu: “Não vou discutir direito adquirido de ninguém. Vou tomar as providências que entendo defender os interesses do Estado brasileiro. Se isso derivar em alguma demanda judicial, estamos preparados para enfrentá-la.”

Recentemente foi aberto um questionamento jurídico em mudanças determinadas pelo governo na Empresa Brasileira de Comunicação (EBC). Em meio a uma intervenção do Planalto, o presidente Ricardo Melo, eleito para o período de quatro anos pelo conselho da empresa, foi demitido. Melo, que havia sido empossado dois dias antes da saída de Dilma, está recorrendo ao Supremo Tribunal Federal (STF).

O ministro disse que não está definido ainda por qual conselho devem ser iniciadas as mudanças. Disse apenas que algumas já foram feitas e que outras virão. Procurada, a assessoria da presidente afastada Dilma Rousseff não comentou as declarações de Padilha.

Estadão Conteúdo

"Novo Cangaço" ameaça policiais militares e moradores no sertão nordestino



No sertão nordestino, um grupo de assaltantes de bancos que se autodenomina "Novo Cangaço" tem atuado de forma violenta, explodindo caixas eletrônicos, fazendo moradores reféns e ameaçando matar policiais locais.

Eles contam com explosivos, carros blindados e armamento pesado para suas ações. Mesmo procurados, eles ameaçam de morte policiais em recados enviados pelas redes sociais.

"Como a bala entra em nós, entra neles também. A juventude do 'Novo Cangaço' vai voltar e vai cobrar. Nós vamos roubar esse banco e 'fazer latrocínio'. Agora, 'o polícia' que estiver de plantão vai pagar por essa covardia [morte de integrante]", diz um dos integrantes da quadrilha.

"Vamos matar qualquer PM na rua, não importa se trabalha no Corpo de Bombeiros. Nós não somos covardes como vocês, vamos mostrar como se briga, como é o verdadeiro cangaço", continuou o foragido. Veja a íntegra da gravação.

Reféns em Curimatá
No dia 5 de maio, a quadrilha invadiu a pacata cidade de Curimatá, região sul do Piauí, provocando pânico na população. Usando duas caminhonetes, com as carrocerias cheias de material que seria usado na explosão da agência do Banco do Brasil, os criminosos usaram como reféns pessoas que estavam em um bar: elas viraram "escudo" contra a polícia.

"Eles colocaram os reféns em fila na frente da agência. Depois da ação, as vítimas foram espalhadas pelos carros, para dificultar a ação da polícia", contou comandante do policiamento do interior do Piauí, coronel Paulo de Tarso.

A quadrilha, composta por 14 pessoas, conseguiu explodir os caixas eletrônicos. Mas, na saída da cidade, foi interceptada pela Polícia Militar.

Cinco suspeitos morreram no assalto, entre eles estava o líder do grupo Denilson Araquan. Outros seis foram presos e três conseguiram fugir a pé. Foram apreendidos três fuzis, uma submetralhadora, uma pistola e dezenas de munições, além de material explosivo, rádios comunicadores e certa quantidade de dinheiro.

Os fugitivos se esconderam na zona rural do município Morro Cabeça do Tempo (PI) e Avelino Lopes (PI), na divisa com a Bahia. As polícias do Piauí, Pernambuco e Bahia estão na caça ao restante do grupo.

Durante a fuga, que já dura 20 dias, moradores relataram que eles chegam aos sítios fazendo ameaças para ninguém informar à polícia onde estão, além de exigirem alimentos e água. A polícia não informou os nomes dos foragidos e acredita que eles seguem a pé em direção à Bahia. Mas pelo menos um deles, Cícero Henrique, foi identificado pela própria mãe que pede que os policiais o prendam.

"Me ajude e traga meu filho preso porque eu não vou querer advogado para tirar ele não [da cadeia]. Eu quero que cumpra a sentença pelo que ele fez, eu vou ajudá-lo na prisão, vai pagar pelo que ele errou. Mas sou uma mãe aflita e peço, eu só tenho um filho que Deus me deu ele", lamenta a mulher. Ouça o vídeo que ela divulgou nas redes sociais.

Mãe de foragido pede que policiais tragam seu filho preso
Violentos, irredutíveis e ramificados
"A característica desse grupo criminoso é que os integrantes não se entregam, mesmo encurralados, eles resistem e preferem morrer a serem presos. Eles são extremamente violentos. Porém, a polícia está preparada para contê-los. Não nos intimidamos com os recados que eles estão enviando pelo WhatsApp", afirmou o coronel Carlos Augusto Gomes de Souza, comandante da Polícia Militar do Piauí.

A quadrilha estaria fazendo uma espécie de revezamento nas cidades onde encontram menos dificuldade para praticar os crimes. São municípios com uma ou duas agências bancárias, que não possuem efetivo policial suficiente e onde a delegacia não funciona 24h. 

"Observamos que nas cidades onde eles conseguem roubar dinheiro mais fácil, sempre voltam a atuar", disse o delegado José Rivelino Moraes, da Dinter (Diretoria Integrada do Interior) de Pernambuco.

A quadrilha é originária do sertão de Pernambuco, da região do "polígono da maconha", e atua em cidades que estão na divisa do Estado com a Bahia, o Ceará e o Piauí.

São cerca de 40 integrantes, todos de uma mesma família: os Araquan. Nas décadas de 1980 e 1990, disputas com outras famílias sertanejas como os Benvindo, Cláudio, Gonçalves, Nogueira e Russo resultaram em dezenas de assassinatos em cidades como Floresta, Belém do São Francisco e Cabrobó, todas no interior de Pernambuco.

Segundo a Polícia Civil de Pernambuco, o "Novo Cangaço" é subdividido por setores de atuação. Uma parte é especializada em arrombamentos a bancos e outra em assaltos a agências bancárias e Correios. Além disso, atuam no tráfico de drogas e armamentos. "Cada setor tem um chefe. Nunca vão todos para a mesma ação criminosa, pois caso aconteça de serem presos ou morrerem, o restante do grupo continua a atuar", disse o delegado.

Os integrantes teriam também ligações com milícias no Paraguai e na Bolívia, onde conseguiriam as armas e treinamentos para manuseá-las.
Medo em Curimatá

Após o arrombamento ao banco em Curimatá, moradores têm evitando ficar até tarde nas ruas. Bares, lanchonetes e restaurantes também têm fechado cedo suas portas. Dono de um bar no centro da cidade, que pediu para não ser identificado, conta que os bandidos chegaram à cidade atirando para o alto e fizeram reféns os clientes de seu estabelecimento.

"Foi um terror porque ninguém sabia o que poderiam fazer com as pessoas, pegaram homens e também mulheres. Depois disso, o movimento do bar diminuiu e as pessoas não demoram muito aqui como antes. Eu até prefiro fechar cedo para não correr risco, pois os ladrões disseram que voltariam", disse o comerciante.

Uma moradora da rua Barão do Paraim, no centro, onde fica a agência bancária, contou que estava no terraço da casa quando os carros da quadrilha passaram em alta velocidade. "Como aqui no interior quase não tem movimento, a gente observa logo quando algo diferente está acontecendo. Estávamos no terraço e corremos para dentro de casa com medo de tiros", disse Maria dos Anjos Moreira, 53.

UOL

Jovem é estuprada por 30 homens no Rio e criminosos espalham vídeo na web

A Polícia Civil investiga um vídeo em que exibe uma jovem nua e desacordada após uma sessão de estupro. Ela seria menor de idade. O titular da Delegacia de Repressão aos Crimes de Informática (DRCI), Alessandro Thiers, confirmou a informação. O caso aconteceu na cidade do Rio. Nas imagens, dois homens exibem a jovem.

“Essa aqui, mais de 30 engravidou. Entendeu ou não entendeu?”, diz um dos homens na filmagem. Os homens também exibem o órgão genital da jovem ainda sagrando. “Olha como que tá (sic). Sangrando. Olha onde o trem passou. Onde o trem bala passou de marreta” , diz o outro agressor, orgulhoso.

Thiers informou que não dará mais detalhes do caso para proteger a vítima.

— Prefiro não comentar para não colocar a menina em risco — afirmou o delegado.

O caso ganhou repercussão pelo Twitter após os agressores divulgarem as imagens na internet. Além do vídeo, há pelo menos uma foto de um homem a frente do corpo nu da jovem. O perfil de um dos homens que postaram as imagens foi apagado.

MP entra no caso

O Ministério Público do Rio recebeu, através da Ouvidoria, as imagens que circulam pelas redes sociais. "O material será encaminhado à 23ª Promotoria de Investigação Penal do MPRJ, porque, segundo denúncias, a vítima ainda está desaparecida e é esta promotoria que trabalha junto à Delegacia Anti-Sequestro (DAS)", informou o órgão.

Vítima presta depoimento

A vítima de um estupro coletivo já foi ouvida pela polícia, no Rio de Janeiro. Em um vídeo que circula nas redes sociais, a jovem, que seria menor de idade, aparece nua e desacordada após uma sessão de estupro. As investigações continuam em andamento na Delegacia de Repressão aos Crimes de Informática (DRCI).

De acordo com a assessoria da Polícia Civil, o delegado Alessandro Thiers pede ao cidadão que tenha qualquer informação que possa auxiliar na identificação dos autores que entre em contato pelo e-mail alessandrothiers@pcivil.rj.gov.br.

Em entrevista à radio “CBN”, a avó da jovem de 17 anos disse que a neta foi localizada por um agente comunitário e levada para casa. A menina tem um filho de 3 anos de idade.

Fonte: EXTRA

Papa diz que pode estar ocorrendo "golpe branco" na América do Sul

Em reunião no último dia 19, com os bispos da direção do Celam, Conselho Episcopal Latino-Americano, o Papa Francisco disse que pode estar ocorrendo “um golpe de estado branco” em alguns países da América do Sul.

Segundo relato publicado pelo Celam, Francisco manifestou preocupação com os “conflitos sociais, econômicos e políticos” na Venezuela, Brasil, Bolívia e Argentina.” O papa citou também a pobreza no Haiti e a ausência de discussões, na eleição norte-americana, sobre a situação social “dos mais pobres e excluídos”.

Os líderes 

Marcelo Crivella (PRB), com 23,1% de intenções de voto, é o líder de pesquisa do IBPS sobre a sucessão municipal. Marcelo Freixo (Psol), com 12,3%; e Romário (PSB), com 11,6%, vêm depois. O ex-craque não definiu se será candidato.

Outros na disputa 

Num cenário que prevê nove concorrentes, Pedro Paulo (PMDB) teria 6,3%; Flavio Bolsonaro (PSC), 6%; Jandira Feghali (PCdoB), 5,6%; Alessandro Molon (Rede), 3,2%; Indio da Costa (PSD), 2,5%; e Carlos Osorio (PSDB), 2,1%.

Outro cenário

Sem Romário e Jandira, a pesquisa aponta que Crivella, com 26,6%, continuaria na frente. Depois, viriam Freixo (13,6%), Bolsonaro (7,3%), Pedro Paulo (6,6%), Molon e Indio (3,8% cada) e Osorio (2,3%).

Rejeitados 

Os mais rejeitados são Bolsonaro (22,5% não votariam nele), Pedro Paulo (15,4%), Crivella (13,6%) e Jandira (12,6%).

Registro

A pesquisa, que tem margem de erro de 2,95%, ouviu 1.101 eleitores entre os dias 11 e 13 de abril e recebeu do TSE o registro RJ-05099/2016.

Vozes dos morros

A Agência de Notícias das Favelas e a Faculdade Hélio Alonso criaram curso para formação de agentes comunitários de comunicação. A primeira turma terá 20 alunos moradores de favelas.

O Dia

Gravação mostra Renan orientando defesa de Delcídio

Gravação do ex-presidente da Transpetro Sérgio Machado, delator da Operação Lava Jato, mostra o presidente do Senado, Renan Calheiros (PMDB-AL), numa conversa no último dia 24 de fevereiro, orientando uma pessoa identificada como Wanderberg, suposto representante de Delcídio do Amaral (sem partido-MS), sobre como fazer a defesa do então senador.

Delcídio teve o mandato cassado no último dia 10 pela unanimidade dos votos dos senadores presentes. Na época em que foi feita a gravação, o processo de Delcidio ainda estava no Conselho de Ética, e Renan não sabia que Delcidio já era delator da Lava Jato.

Renan afirma que é preciso que o presidente do conselho, senador João Alberto Souza (PMDB-MA), peça diligências para não parecer que a investigação estivesse parada. Ainda sugere que Delcídio faça uma carta mostrando humildade e que já pagou o preço pelo que fez.

RENAN: O que que ele (Delcídio) tem que fazer... Fazer uma carta, submeter a várias pessoas, fazer uma coisa humilde... Que já pagou um preço pelo que fez, foi preso tantos dias... Família pagou... A mulher pagou...

WANDEMBERG: Ele (Delcídio) só vai entregar à comissão, fazer essa carta e vai embora.

RENAN: Conselho de ética. Falei agora com o João (João Alberto, presidente do Conselho de Ética). O João, ele fica lá ouvindo os caras... O Conselho de Ética não tem elementos para levar processo adiante. Também é ruim dizer que não vai levar o processo adiante. Então, o Conselho de Ética tem que requerer diligências requisição de peças e enquanto isso não chegar fica lá parado...

WANDEMBERG: (João Alberto) vai colocar em votação e vai ter uma derrota antecipada...

Sérgio Machado é apontado por investigadores da Lava Jato como o caixa da cúpula do PMDB. Em troca de uma possível redução de penas na Lava Jato, ele comecou a gravar conversas com Renan Calheiros e com líderes do partido que levaram à assinatura do acordo de delação, validado nesta quarta-feira (25) pelo ministro Teori Zavascki, do Supremo Tribunal Federal. Machado ficou na presidência da Transpetro, estatal responsável por processar gás natural e transportar combustível, por 12 anos. Ele chegou ao cargo em 2003, no governo Lula, por indicação política de Renan.

Em nota divulgada nesta quinta-feira (26), a assessoria de Renan Calheiros afirma que o presidente do Senado acelerou o processo de cassação de Delcídio e que o processo do ex-petista não ficou parado no Conselho de Ética.

"O senador [Renan Calheiros] lembra que acelerou o processo de cassação no plenário às vésperas da votação do impeachment. O desfecho do processo de cassação é conhecido, foi público e a agilização do processo foi destaque em vários jornais. Na fase do Conselho de Ética opinou com um amigo do ex-senador, mas disse que o processo não podia ficar parado, como não ficou", diz o texto da nota.

Procurador-geral e outros políticos

Em outra gravação de Sérgio Machado, em 11 de março,  o ex-presidente da Transpetro conversa com Renan.

Eles criticam o procurador-geral da república, Rodrigo Janot. Falam em "fórmula de dar um chega pra lá nessa negociação ampla, para poder segurar esse pessoal", dando a entender de que tratavam dos investigadores da Lava Jato. Os dois fazem críticas a vários políticos no diálogo.

Citam o senador Aécio Neves, presidente do PSDB; o deputado Pauderney Avelino (AM), líder do DEM; "Mendoncinha", como é chamado o agora ministro da Educação, deputado Mendonça Filho (DEM-PE); senador José Agripino (RN), presidente do DEM; senador Fernando Bezerra (PSB-PE); senador José Serra, do PSDB, atual ministro das Relações Exteriores, e a agora presidente afastada Dilma Rousseff.

SÉRGIO MACHADO: Agora esse Janot, Renan, é o maior mau caráter da face da terra.

RENAN: Mau caráter! Mau caráter! E faz tudo que essa força-tarefa (Lava jato) quer.

SÉRGIO MACHADO: É, ele não manda. E ele é mau caráter. E ele quer sair como herói. E tem que se encontrar uma fórmula de dar um chega pra lá nessa negociação ampla pra poder segurar esse pessoal (Lava Jato). Eles estão se achando o dono do mundo.

RENAN: Dono do mundo.

SÉRGIO MACHADO: E o PSDB pensava que não, mas o Aécio agora sabe. O Aécio, Renan, é o cara mais vulnerável do mundo.

RENAN: É...

SÉRGIO MACHADO: O Aécio é vulnerabilíssimo. Vulnerabilíssimo! Há muito tempo.

SÉRGIO MACHADO: Como que você tem cara de pau, Renan, aquele cara Pauderney que agora virou herói. Um cara mais corrupto que aquele não existe, Pauderney Avelino.

RENAN: Pauderney Avelino.

RENAN: Mendocinha.

SÉRGIO MACHADO: Mendocinha, todo mundo pô? Que *** é essa querer ser agora o dono da verdade?

SÉRGIO MACHADO: O Zé (Zé Agripino) é outro que pode ser parceiro, não é possível que ele vá fazer maluquice.

RENAN: O Zé, nós combinamos de botá-lo na roda. Eu disse ao Aécio e ao Serra. Que no próximo encontro que a gente tiver tem que botar o Zé Agripino e o Fernando Bezerra. Eu acho.

SÉRGIO MACHADO: O PSB virou uma oposição radical. O Zé não tem como não entrar na roda.

RENAN: O PSB quer o impeachment, mas o Fernando (Bezerra) é um cara bom.

SÉRGIO MACHADO: Porque também entende disso que a gente está falando.

RENAN: É.

SÉRGIO MACHADO: Porque tem que tomar cuidado porque esse *** desse Noblat [se referindo ao colunista Ricardo Noblat, do jornal "O Globo"] botou que essa coisa de tirar a Dilma é maneira de salvar os corruptos

RENAN: Tirar a Dilma? Manter a Dilma?

SÉRGIO MACHADO: Tirar a Dilma. Que é um processo de salvação, de salvação.

RENAN: Que é a lógica que ela fez o tempo todo.

SÉRGIO MACHADO: É porque esse processo. Porque Renan vou dizer o seguinte: dos políticos do congresso se "sobrar" cinco que não fez é muito. Governador nenhum. Não tem como, Renan.

RENAN: Não tem como sobreviver.

SÉRGIO MACHADO: Não tinha como sobreviver.

RENAN: Tem não.

SÉRGIO MACHADO: Não tem como sobreviver. Porque não é só, é a eleição e a manutenção toda do processo.

RENAN: É.

Em uma gravação, Machado ainda acusa Janot de trabalhar para que ele seja julgado pelo juiz Sérgio Moro - ao que Renan responde que isso não poderia acontecer.

SÉRGIO MACHADO: O que eu quero conversar contigo... Ele não tem nada de você, nem de mim... O janot é um **** da maior, da maior.

RENAN: eu sei. Janot e aquele cara da... Força tarefa...

SÉRGIO MACHADO: Mas o Janot tem certeza que eu sou o caixa de vocês. Então o que ele quer fazer. Não encontrou nada e nem vai encontrar nada. Então quer me desvincular de você. (...) Ele acha que no Moro, o Moro vai me prender, e ai quebra a resistência e aí... Então a gente precisa ver, andei conversando com o presidente Sarney, como a gente encontra uma... Porque se me jogar lá embaixo eu estou ***.

RENAN - Isso não pode acontecer.

Fonte: G1

Deus irá curar o país da corrupção, diz Valdemiro Santiago

O apóstolo Valdemiro Santiago, líder da Igreja Mundial do Poder de Deus, disse acreditar que Deus irá curar o país da corrupção. A frase fez parte de sua oração realizada durante a Marcha para Jesus, que acontece nesta quinta-feira (26), em São Paulo.

"Essa marcha acontece num dos momentos mais difíceis do país. Essa marcha vai ser a mais abençoada que já tivemos. A partir de hoje veremos coisas diferentes acontecendo. Estamos profetizando a mudança deste país, a prosperidade da nação, a cura da nação. Deus estará curando da corrupção, curando da falta de temor, de obediência. A partir de hoje o espírito de Deus estará tocando fortemente o coração de cada autoridade e coisas extraordinárias vão acontecer", disse.

O tema da cura da nação também foi citado pelo apóstolo Estevam Hernandes, da igreja Renascer em Cristo, organizadora do evento. "O Brasil é uma terra que precisa ser curada, e a solução está aqui no povo de Deus nas ruas", disse.

Hernandes disse que o Brasil vive um "momento crítico" e que os fiéis manifestam preocupação com a situação. "A marcha traz a oração, o clamor, o caminhar para a nação se transformar", afirmou.

A Marcha para Jesus, que está em sua 24ª edição, reúne milhares de fiéis de diferentes denominações evangélicas nas ruas do centro e da zona norte da capital paulista. Segundo os organizadores, espera-se reunir mais de 500 denominações evangélicas. O evento deste ano também conta com 14 trios elétricos.

O evento teve início por volta das 10h, com uma caminhada que saiu da região da estação da Luz e seguiu para a zona norte. A concentração ocorre na praça Heróis da FEB (Força Expedicionária Brasileira), onde ocorrem shows de música gospel. A previsão de término do evento é às 21h30.

UOL

Temer dá prejuízo de quase R$ 200 mil ao SBT

O SBT se mobilizou inteiro para gravar uma entrevista com o presidente interino, Michel Temer, na quarta-feira (25), em Brasília. Várias pessoas da técnica, iluminadores e câmeras foram acionados, além do cuidado de alugar aparelhos de luz ao custo de R$ 175 mil.

Tudo certo, só que na última hora a Presidência da República cancelou.

Mesmo sendo um acontecimento dos mais desagradáveis, não deixa de ser um episódio corriqueiro na vida das emissoras.

Cair um trabalho feito ao longo de horas ou dias acaba sendo um fato que se repete com irritante frequência.


Fonte: Coluna Flávio Ricco - UOL

quarta-feira, 25 de maio de 2016

Sisu oferecerá 56,4 mil vagas para o segundo semestre

O Sistema de Seleção Unificada (Sisu) vai oferecer 56.422 vagas em 65 instituições públicas de ensino superior para o segundo semestre deste ano. As inscrições poderão ser feitas de segunda-feira (30) até o dia 2 de junho na internet, no site do Sisu. As vagas já estão disponíveis para consulta.

O número de vagas aumentou 1,5% em relação às cerca de 55,6 mil ofertadas no segundo semestre do ano passado. Podem participar do Sisu os estudantes que fizeram o Exame Nacional do Ensino Médio (Enem) de 2015 e não tiraram zero na redação.

Vagas remanescentes
Segundo a secretária executiva do Ministério da Educação (MEC), Maria Helena Guimarães de Castro, atualmente há mais de 1 milhão de vagas remanescentes de processos anteriores do Sisu. O ex-ministro da Educação Aloizio Mercadante havia anunciado a criação do Sisu das vagas remanescentes para ocupar pelo menos 150 mil vagas ociosas nas redes federal e estadual de ensino superior.

Perguntada se a pasta manterá a proposta, Maria Helena disse que a questão está sob análise. De acordo com a ministra, cerca de 110 mil dessas vagas foram ocupadas no remanejamento.

"O que faremos é analisar quais são as áreas em que é possível abrir o remanejamento de vagas. O Brasil é um dos mais atrasados do mundo em relação a remanejamento de vagas no ensino superior", afirmou Maria Helena. "O ministro anterior abriu esse sistema apenas para a área de formação de professores. Pode ser que não seja suficiente para absorver as vagas existentes. O que vamos analisar é como podemos otimizar", acrescentou.

Agência Brasil

José Edmilson requer a aquisição de equipamentos para digitalização de documentos funcionais dos servidores públicos e de documentos públicos

A Câmara Municipal aprovou na sessão ordinária da última semana o Requerimento Nº 033/2016 de autoria do vereador José Edmilson de Carvalho (PSB) no qual o parlamentar requer do Prefeito Municipal a aquisição de software e equipamentos de scanners e copiadoras para a implantação dos serviços de digitalização de documentos funcionais dos servidores públicos municipais, bem como para a digitalização de documentos públicos da Prefeitura Municipal, atendendo assim as necessidades do arquivo público e das secretarias municipais.

Segundo o vereador os servidores públicos municipais precisam ter acesso rápido e fácil as informações de suas situações funcionais, a exemplo da expedição de certidões de tempo de serviço e demais documentos inerentes à sua vida funcional e tais documentos precisam estar disponibilizados em meio digital, evitando-se a perda destes, seja por ação do tempo ou mesmo inutilização.

“Da mesma forma os documentos públicos gerados no âmbito da Prefeitura e suas secretarias, também, precisam ser digitalizados, para que se possa atender, com eficiência o que dispõe a Lei de Acesso à Informação”, justificou o vereador.

Câmara Municipal de São Miguel

Vereadores solicitam que sessões legislativas sejam transmitidas pelo rádio

Em mais um requerimento (Nº 031/2016) de autoria coletiva, os vereadores que compõem a Câmara Municipal de São Miguel solicitaram a Presidência da Casa Legislativa que contrate os serviços de rádio para proceder com as transmissões de todas as sessões realizadas pelo Poder Legislativo do município.

Para os vereadores, a transmissão ao vivo das sessões legislativas através das rádios locais, permitirá uma aproximação ainda maior com a população, bem como será uma nova ferramenta de comunicação entre os vereadores e cidadão, tornando ainda mais transparente as ações do Legislativo micaelense.

Ainda conforme os parlamentares tais transmissões possibilitarão ainda a oportunidade das pessoas que não tem a disponibilidade de comparecer as referidas sessões de ouvi-las na comodidade de sua residência, garantindo que estas continuem fiscalizando os trabalhos realizados pelo Poder Legislativo Municipal.

Cearense causa polêmica ao ficar nu e derramar sangue em cruz durante apresentação

Imagens publicadas nas redes sociais sobre a apresentação artística “Histórias Compartilhadas”, ocorrida durante seminário sobre sexualidade e gênero no bloco de psicologia da Universidade Federal do Ceará (UFC), gera polêmica na internet. No último domingo (23), a página no Facebook ‘Fortaleza Sem Prefeito’ divulgou fotos de uma peça realizada pelo artista cearense Ari Areia, em que o ator exibe o corpo nu e derrama o próprio sangue sobre um crucifixo.

Clique AQUI para ver as fotos.

Na postagem, em tom crítico ao artista, usuários relatam a falta de respeito com a religião. “Vão dizer novamente que é arte? Respeito, isso é o que falta. Não há explicação para tamanha sem-vergonhice”, diz a mensagem na página. Com mais de 2,7 mil compartilhamentos e diversos comentários, a postagem logo se tornou viral na web.

Nas fotos compartilhadas, é possível perceber que o ator fica nu e cobre o órgão sexual com uma espécie de adesivo branco. Logo após, Ari perfura um dos braços e derrama pingos de sangue em cima de uma estatueta que simboliza a crucificação de Cristo.

O artista cearense informou que, a princípio, não iria se manifestar sobre as críticas; mas, devido às agressividades que sofreu na internet, decidiu falar. Segundo Ari, diversas ameaças e xingamentos foram relatadas em seu nome e explicou que o ato artístico se trata da vida do transsexual na sociedade.

“Havia decidido que não me manifestaria sobre a repercussão de minha apresentação. Estou chocado com as ameaças recebidas e com as palavras terríveis ditas em nome de Deus (desejos de fuzilamento, estupro, esquartejamento, ser jogado às formigas, câncer…). Histórias Compartilhadas é um soco no estômago, mas está longe de ser uma afronta a religião de quem quer que seja. É um grito. Fala de pessoas que, incompreendidas e não aceitas, se afogam a cada dia como se tivessem um peso amarrado ao próprio corpo. Condenados por não serem “normais”. São histórias de homens transexuais. Cresci na igreja, é verdade, e de lá sai (graças a deus). Na cena, quando decidimos lançar mão da imagem do cristo banhado de sangue foi a maneira mais objetiva que encontramos para desenhar o que queríamos dizer sobre martírio, incompreensão, injustiça silenciada. Não escarneço daquilo que vocês acreditam como seu salvador. Assistam o trabalho, é uma experiência deslocadora”, diz parte do texto do ator escrito em sua rede social.

Ainda conforme Ari Areia, a peça não teve financiamento público. Ele repudia ainda as intimidações que sofreu nas redes sociais. “Gostaria de explicar que esse espetáculo não foi construído com recurso público federal, estadual ou municipal. Gostaria também de repudiar toda sorte de intimidações a mim direcionadas e dizer que não nos curvaremos diante disto, continuaremos com nosso trabalho e militância dentro e fora dos palco“, disse.

Após a polêmica, Ari registrou um Boletim de Ocorrência em relação às ameaças de morte que recebeu em seu perfil no Facebook. A peça será apresentada novamente durante as terças-feiras do mês de junho, no Teatro Universitário, localizado no campus do Benfica.


Fonte: Tribuna do Ceará

Sandra Regina solicita a realização de serviços em dois bairros da cidade

A Vereadora Sandra Regina da Silva Oliveira (PMDB) solicitou na sessão ordinária da última semana através do Requerimento Nº 028/2016 que a Prefeitura Municipal por meio da Secretaria Municipal de Obras e Serviços Urbanos realize os serviços de troca de lâmpadas, bem como a poda das árvores da praça na antiga rodoviária, localizada no Bairro Maria Manoela.

Segundo a vereadora o requerimento tem como objetivo assegurar o direito à iluminação pública, tendo em vista que é cobrada uma taxa através do contribuintes e garantir a segurança as pessoas que residem e trafegam na referida localidade.

A parlamentar também solicitou através do Requerimento Nº 036/2016 que a Secretaria Municipal de Obras e Serviços Urbanos construa fossas secas nas Ruas Treze de Maio e Chico Mizael. Conforme a vereadora a ação objetiva impedir o escoamento de água suja nos esgotos das referidas ruas.

Câmara Municipal de São MiguelRN

PSOL pedirá suspensão de regalias de Cunha, que custa R$ 500 mil por mês

A bancada do PSOL na Câmara preparou um relatório a ser entregue à Procuradoria Geral da República onde contesta a manutenção dos benefícios mantidos ao deputado afastado, Eduardo Cunha (PMDB-RJ). O partido fará uma reclamação constitucional e pedirá a suspensão dos privilégios que, segundo o partido, custam R$ 500 mil por mês à Casa.

No documento, o PSOL alega que a manutenção das prerrogativas a Cunha é uma afronta e descumpre a decisão do STF. O partido quer suspender o Ato da Mesa que manteve as regalias, alegando que há falta de previsão legal e regimental para deliberação sobre o tema. O PSOL afirma ainda que a Mesa Diretora não poderia dispor sobre a remuneração de deputado afastado do mandato.
 
Fonte:Robson Pires

AS QUARTAS DE FINAIS DA COPA PEREIRO DE FUTSAL NOSSA, TERRA NOSSA GENTE ACONTECE NESTE SÁBADO E DOMINGO



Neste fim de semana sábado e domingo acontece as quartas de finais  da Copa Pereiro de futsal, agora são 8 equipes em busca do título da competição, quem vai ver o campeão? 

No sábado dia 28 de maio tem 2 jogos e para começa o duelo envolvendo Ceará e Rio Grande do Norte, a forte equipe do OLÉ F.C (CRIOULAS Mun. Pereiro/Ce) vai enfrentar o AMÉRICA DO ALTO (São Miguel/RN) ás 18hs. 

Na segunda partida ás 18:50hs  VILA NOVA (Pereiro/Ce) e SUMOV F.C (Pereiro/Ce) faz o clássico Pereirense a rivalidade entra em quadra, e nos bastidores já tem apostas as equipes vão em busca de uma vaga nas semifinais quem vai leva a melhor.

E dando sequencia do no domingo as quartas de finais da Copa Pereiro de futsal com mas 2 jogos e ás 18:0hs tem o clássico envolvendo AJAX F.C (Pereiro/Ce) enfrenta o Sitio JOÃO RIBEIRO (St João Ribeiro Mun. Pereiro/Ce).

E na segunda partida tem o clássico intermunicipal envolvendo BOCA F.C (St Chaboção/ Pereiro/Ce) e CRAQUES DO ALTO (São Miguel/RN), vai ferve as quartas de finais da Copa Pereiro de Futsal Nossa, Terra Nossa Gente.

A festa esportiva neste fim de semana tem endereço garantido a terra Dos Santos Cosme e Damião, venha prestigiar os atletas e vibra pelo seu time, Pereiro esta de braços abertos.

A Copa Pereiro de futsal tem o apoio da Prefeitura municipal de Pereiro administração Amar Dias e a cobertura do Blog São Miguel em Alta.

Gilmar Mendes diz que sistema prisional do País é "caótico"

O presidente do Tribunal Superior Eleitoral (TSE), Gilmar Mendes, fez duras críticas ao sistema prisional do País ao lançar um programa de contratação de presos e ex-presidiários para trabalhar em órgãos da Justiça Eleitoral, nesta terça-feira, 24.

Para ele, a situação é "caótica" e a justiça criminal tem se mostrado, ao longo dos anos, "caduca e ineficiente". Ele citou como exemplo a rebelião que aconteceu no último fim de semana em um presídio no Ceará, que deixou ao menos 14 mortos.

Segundo o ministro, cenas como essas "são cada vez mais frequentes em nossa realidade" e a população brasileira tem se mostrado "indiferente", como se estivesse "anestesiada" diante da situação.

Gilmar disse que a iniciativa de contratar presos e egressos do sistema presidiário tem como objetivo dar oportunidade para que as pessoas tenham uma vida normal e não voltem a praticar crimes. "O Projeto Começar de Novo representa substancial marco no conjunto de medidas direcionadas a transformar a realidade da situação prisional, porque voltado, verdadeiramente, ao treinamento e à capacitação profissional dos egressos, de modo a lhes facilitar um caminho de volta à sociedade", disse.

A ideia é que, além do TSE, os Tribunais Regionais Eleitorais também contratem esses profissionais. Atualmente, há 15 vagas no tribunal, mas apenas duas estão preenchidas. Com o lançamento do projeto, a ideia é abrir pelo menos 100 vagas no TSE e outras mil no TRE.

No caso dos prisioneiros do regime aberto e semiaberto, a cada três dias trabalhados haverá a remissão de um dia da pena. O contrato prevê, ainda, que eles recebam uma "bolsa ressocialização" e a cada seis meses sejam submetidos a uma avaliação de desempenho.

Fonte:estadao

PCdoB e Rede do Senado vão à PGR contra Romero Jucá

Parlamentares se unem para pedir investigação para apurar gravação entre senador e ex-presidente da Transpetro, que acabou levando Jucá a se licenciar do Ministério.
 
PT, PDT, Rede, PCdoB e PPS entraram nesta terça (25/05) com uma representação contra o senador Romero Jucá (PMDB-RR) na Procuradoria Geral da República (PGR) pedindo a instauração de procedimento investigatório para apurar a gravação onde o peemedebista conversa com o ex-presidente da Transpetro Sérgio Machado.

Em outra frente, os petistas pedirão nesta quarta, 25, a paralisação dos trabalhos da comissão especial do impeachment no Senado até que o caso seja esclarecido.Para os 15 senadores que assinam o pedido, Jucá agiu para obstruir a Operação Lava Jato e buscou influenciar o processo de impeachment da presidente Dilma Rousseff.

"Pedimos que a PGR dê celeridade a esse processo. A conversa deixa muito claro de que ele constrói todo um ambiente para viabilizar o impeachment da senhora presidente e, ao mesmo tempo, para impedir o andamento das investigações pela Lava Jato", disse o senador José Pimentel (PT-CE). Diferentemente do PSOL da Câmara, os senadores não sugerem a prisão preventiva do peemedebista.

"A prisão é um desdobramento por parte do procurador-geral", justificou Pimentel.No pedido de investigação, os parlamentares pedem que Jucá seja impedido de voltar a ocupar o Ministério do Planejamento e que, ao voltar a circular no Senado, Jucá seja impedido de frequentar lugares, ter contado com pessoas ou usar da função parlamentar para criar obstáculos à Lava Jato.

LEIA MAIS AQUI

Fonte: J.Belmont

TJ APRECIA RECEBIMENTO DE DENÚNCIA DO MP CONTRA PRESIDENTE DA ALRN

O Tribunal de Justiça do Rio Grande do Norte (TJRN) vai decidir nesta quarta-feira (25) se recebe ou não a denúncia feita pelo Ministério Público Estadual contra o deputado Ezequiel Ferreira de Souza, atual presidente da Assembleia Legislativa.
 
Ezequiel foi denunciado por corrupção passiva no caso da operação Sinal Fechado que investigou fraudes na implantação da inspeção veicular no Rio Grande do Norte. O MPRN ofereceu denúncia contra o parlamentar a partir das informações prestadas por George Anderson Olímpio, que é réu na ação penal resultante da Sinal Fechado e firmou acordo de delação premiada com o MP.
 
De acordo com a denúncia, o atual presidente da ALRN teria recebido R$ 300 mil para agilizar a tramitação do projeto de lei que instituía a inspeção veicular obrigatória no RN. Com a denúncia, o Ministério Público Estadual pede a condenação de Ezequiel Ferreira por corrupção passiva e consequente perda do cargo, mandato eletivo ou função pública, além da suspensão dos direitos políticos como efeitos da condenação.
 
Fonte:G1-RN

RP do 7º BPM captura bandido que estava aterrorizando Pau dos Ferros/RN.

A guarnição de RP do 7º BPM compota pelos soldados Gonçalves e Feitosa, comandada pelo sargento Rezende, efetuaram a prisão de José de José Leandro de Oliveira Lira, 26 anos, mais conhecido como "Boy Leandro”, acusado de vários assaltos em postos de combustíveis, panificadora, mercadinhos, farmácia e arrombamentos em lojas, salões de beleza, frigoríficos e outros, ocorridos na cidade de Pau dos Ferros, nos últimos dias, bem como em duas casas de policiais.

Boy Leandro aproveitando das condições adversas do tempo e local, escapou de duas ações policiais esta semana e após várias buscas na localidade onde se suspeitava que esse meliante estivesse, por volta das 09h30 desta terça-feira (24) a Rádio Patrulha (RP) localizou o local onde o larápio estava refugiado, realizaram o cerco a residência e o vagabundo ainda tentou empreender fuga pela janela traseira da casa, mas a rapidez da ação não deu espaço para a êxito. 
 
Na casa estavam, além de Boy Leandro, sua mulher Maria das Graças Leal e um homem conhecido como Chico de Maria Cabelão. A prisão ocorreu na Rua Francisco Lopes Rêgo,25, no bairro Paraíso.



Na residência não foi encontrada armas ou drogas, e como a ação da polícia foi vigorosa só restou ao mesmo se entregar. 
A população pauferrense que muito cobra ações como esta da Polícia esperava essa prisão com ansiedade, em virtude das ações desse malévolo que aterrorizaram toda a cidade nos últimos dias.
O inusitado ocorreu durante a prisão quando o malévolo revoltado falou para os policiais que se encontrava com raiva dele mesmo, por ter sido capturado. “Só” ele acreditava que não nunca seria preso.

As vítimas deverão comparecer a 4ª DRPC para registrar a queixa contra  o "cidadão" se não todo trabalho da Polícia será em vão, o meliante volta as ruas.

"Segurança é um direito e RESPONSABILIDADE DE TODOS" assim diz nossa constituição.
 
Nosso Paraná

Congresso aprova mudança da meta fiscal e autoriza deficit de até R$ 170,5 bi

O Congresso Nacional aprovou, na madrugada desta quarta-feira (25), a alteração da meta fiscal do governo para este ano, medida considerada como o primeiro grande teste do apoio ao presidente interino Michel Temer no Legislativo.

O governo Temer havia pedido autorização do Congresso para mudar a meta e ampliar o rombo previsto nas contas públicas. Assim ele poderá fechar o ano com um deficit (diferença entre a arrecadação e os gastos) de R$ 170,5 bilhões. Anteriormente, a presidente afastada Dilma Rousseff havia proposto um deficit de R$ 96 bilhões.

A longa e conturbada sessão durou mais de 16 horas, e foi encerrada pelo senador Renan Calheiros (PMDB-AL) pouco antes das 4h desta quarta.

Grande parte da sessão, no entanto, foi destinada à votação de 24 vetos presidenciais, dos quais um foi rejeitado integralmente e dois tiveram trechos também derrubados. A votação da meta fiscal começou por volta das 1h15 e durou cerca de três horas.

Além desses vetos presidenciais, a sessão foi marcada pelas tentativas da oposição de obstruir a votação. Os parlamentares oposicionistas, além de atacarem o ex-ministro do Planejamento, também pediram, diversas vezes, que a mudança da meta fosse votada na Comissão Mista de Orçamento (CMO). Renan Calheiros precisou intervir para evitar que a sessão se arrastasse ainda mais.

Caso a medida não fosse aprovada até o fim deste mês, o governo teria que cortar despesas e poderia ficar sem dinheiro para programas federais, já que teria que seguir a meta atualmente prevista na LDO (Lei de Diretrizes Orçamentárias) de fechar o ano com uma economia de R$ 24 bilhões.

Numa sinalização da importância do tema, Temer foi pessoalmente entregar a proposta da nova meta ao presidente do Senado Renan, Calheiros (PMDB-AL), na segunda-feira (23).

Em reunião com líderes partidários na semana passada, Temer chegou a afirmar que, sem a aprovação da proposta, "quem estará cometendo pedalada sou eu", disse, em referência às pedaladas fiscais, objeto da denúncia de impeachment contra Dilma.

Em pronunciamento na manhã desta terça (24), Temer pediu que os parlamentares que "se esforcem" para aprovar a medida e disse que ela iria "ajudar a tirar o país da crise".

"No dia de hoje [terça] temos uma votação de uma matéria importante para o governo, que é a ampliação da meta [fiscal]", disse Temer.

A sessão do Congresso desta terça-feira foi aberta às 11h30 pelo presidente do Senado, Renan Calheiros. Antes de votar a meta, os deputados e senadores tiveram que analisar 24 vetos presidenciais que trancavam a pauta e impediam a análise de novos projetos.

Parlamentares de oposição ao governo interino também questionaram o fato de a meta ter sido aprovada sem passar por votação na CMO (Comissão Mista de Orçamento).

O deputado Paulo Pimenta (PT-RS) também questionou que, como o texto foi enviado por Temer ao Congresso no dia anterior, não houve tempo para que os parlamentares apresentassem emendas ao projeto.

Fonte: UOL

terça-feira, 24 de maio de 2016

Governo vai criar teto para dívida pública e quer de volta R$ 100 bi do BNDES

O ministro da Fazenda, Henrique Meirelles, disse hoje (24), que as medidas para redução dos gastos públicos, preveem a criação de um teto para a dívida pública e a devolução de R$ 100 bilhões de ativos do Banco Nacional de Desenvolvimento Econômico e Social (BNDES) ao Tesouro Nacional.

A criação do teto da dívida pública será enviada ao Congresso Nacional por meio de Proposta de Emenda à Constituição (PEC) e precisa ser aprovada pelos parlamentares. Pelos cálculos apresentados por Meirelles, se aprovado o teto, em três anos, a dívida pública em relação ao Produto Interno Bruto (PIB) será reduzida "entre 1,5% e 2%".

“Se for aprovado pelo Congresso Nacional e implementa [a medida] significa que o crescimento da déficit público, que será limitado a crescimento real zero e apenas a inflação”, disse.“Teremos uma redução fortíssima. Será proposto também na PEC a mudança na vinculação da saúde e na educação, que terão que ser também vinculadas a esse teto e esse crescimento das despesas totais”, afirmou o ministro. De acordo com o ministro, as medidas sinalizam controle de despesas nos próximos anos. "Não é limitada e tem efeito continuado”, disse.

Meirelles garantiu que os cortes nas despesas não terão efeitos limitados “como se fez no passado”, mas serão estruturais. “Estamos abertos ao diálogo [com o Congresso] para produzir o que é necessário fazer. As despesas públicas se acentuaram. O importante é garantir que o Estado brasileiro seja solvente".

BNDES e Tesouro Nacional Meirelles anunciou também que outra medida é a devolução de R$ 100 bilhões de ativos do Banco Nacional de Desenvolvimento Econômico e Social (BNDES) ao Tesouro Nacional. Serão devolvidos, inicialmente, R$ 40 bilhões e depois mais duas parcelas de R$ 30 bilhões. De acordo com o ministro da Fazenda, o BNDES tem caixa suficiente para fazer as devoluções e cumprir a programação de concessão de financiamentos dos próximos dois anos. O presidente interino Michel Temer disse que a medida representará economia de R$ 7 bilhões, ao ano, para o Tesouro, no que é gasto para emissão de títulos no mercado e a captação de recursos.

“Esses recursos estavam ociosos [no BNDES] causando custo desnecessário. Estamos fazendo uma boa gestão das contas públicas como mencionou o presidente Temer”, disse Meirelles.

De acordo com o ministro, os recursos constituíam ativos no banco, ou seja eram para ser usados para concessão de financiamento. Os recursos devolvidos, conforme Meirelles, irão para o caixa do Tesouro e não serão usados no cálculo de receita primária ou defícit primário. O ministro não informou qual instrumento jurídico será utilizado para a devolução.

As injeções de títulos públicos no BNDES têm sido prática recorrente nos últimos anos. Todas essas operações se refletiram no aumento da Dívida Pública Federal (DPF).

Por meio desses aportes, o Tesouro Nacional emite títulos públicos e os repassa ao BNDES, que revende os papéis no mercado conforme a necessidade de ampliar o capital da instituição financeira. A operação não tem impacto na dívida líquida do governo porque a transação ocorre dentro do setor público (entre o Tesouro e uma estatal), mas influencia o endividamento bruto, ampliando o estoque da DPF.

Em janeiro deste ano, o BNDES antecipou a liquidação de R$ 28,99 bilhões que o Tesouro Nacional havia emprestado para a instituição financeira. A operação reduziu o endividamento do governo, mas não teve impacto no superávit primário – economia para pagar os juros da dívida pública. Ao todo, foram liquidados cinco contratos de 2015 e nove contratos deste ano.

Na ocasião, o Ministério da Fazenda informou que a liquidação antecipada só foi possível por causa do corte de R$ 30 bilhões no orçamento do Programa de Sustentação do Investimento (PSI), programa governamental que estimulou investimentos das empresas e vigorou até o ano passado.

Bancos públicos
Sobre a indicação dos nomes para a direção dos bancos públicos, como Caixa Econômica Federal e Banco do Brasil,  Meirelles disse que a equipe econômica está trabalhando e fazendo as análises. “Estamos mantendo uma escala de prioridades. Na semana passada, foi a fixação da meta [fiscal] e, agora, anunciamos medidas fundamentais, após a formação da equipe econômica. Os nomes sairão nos próximos dias”, disse.

Agência Brasil,

JOVEM MICAELENSE TRABALHA FORTEMENTE EM SUA PRÉ-CANDIDATURA A UMA DAS VAGAS DE VEREADORES EM SÃO MIGUEL



O jovem José Nelto, a cada dia que passa, trabalha fortemente sua pré-candidatura como postulante a uma das 11 vagas de vereadores no município de São Miguel.

Neste momento, o trabalho está se concentrando em buscar apoios importantes e estratégicos de pessoas que possam colaborar de forma decisiva e direta com a postulação pretendida, que é obter êxito em convenções partidárias e em uma eventual candidatura.

José Nelto já esteve reunido com o atual prefeito da cidade, Dr. Dario, que também é o presidente do partido (Partido Progressista), em que conversaram sobre sua postulação.

Nas conversas, Dr. Dario ressaltou que apoia a pré-candidatura do jovem, e o motiva fortemente em busca de seu objetivo. Nelto ouviu do prefeito que São Miguel precisa renovar uma parte da Câmara, além de que nesta campanha existirão mais duas vagas, em virtude da alteração na composição da casa legislativa, que passará a contar com 11 vereadores.

Vale ressaltar que José Nelto é formado em Direito pela Universidade Estadual do Rio Grande do Norte-UERN, é servidor público federal, estando lotado atualmente na Universidade Federal Rural do Semi-árido-UFERSA.

Apesar da pouca idade, o jovem tem um amplo currículo, tendo exercido a função de conselheiro municipal de assistência social (CMAS) por dois anos, no município de Mossoró.

Durante 4 anos, fez parte da diretoria da Associação dos Deficientes Visuais de Mossoró (ADVM). No período da graduação, José Nelto estagiou no Tribunal de Justiça do Rio Grande do Norte e também exerceu esta função no Ministério Público do Trabalho. Portanto, percebe-se que não falta ao pré-candidato experiência administrativa e conhecimento para desempenhar um eventual mandato.

Cabe a ele convencer os partidários nas convenções vindouras e também a população. Como se sabe, São Miguel terá um pleito eleitoral bastante disputado, e quanto mais candidatos, mais qualidade nas ideias e opções para o povo.