VEM AÍ

VEM AÍ

quinta-feira, 30 de outubro de 2014

ENCERRAMENTO DE OUTUBRO ROSA 2014 NA UBS DR. JOSE TORQUATO EM SÃO MIGUEL/RN

Outubro Rosa, mês em que intensificamos as ações de luta contra o câncer de mama e que tem como objetivo conscientizar às mulheres sobre a importância da prevenção desta doença.

A equipe da UBS Dr. José Torquato vem desenvolvendo atividades no projeto “Mulher prevenida, mulher saudável”, para a prevenção do câncer de colo de útero e de câncer de mama para as mulheres de sua área de abrangência, e hoje dia 30 de outubro realizou um evento como parte das atividades de encerramento da campanha no município São Miguel.

O evento foi aconteceu no auditório do Sindicato dos Trabalhadores Rurais de São Miguel, participando o total de 76 mulheres e 5 homens. Homens? Se, homens interessados para apoio das mulheres e porque também este câncer acontece nos homens, só que com uma incidência menos.

As mulheres começaram a chegar desde antes das 8 horas, uma das primeiras foi à usuária com deficiência motora Anita Lira. Os agentes de saúde Começaram a colocarem no peito das participantes os laços de cor rosa que identificam a campanha de luta contra o câncer de mama.

Teve inicio às 9 horas da manhã com um vídeo clipe de o cantor Lucas Locco, com o tema “Comoção”, que trata da história arredor do casal, onde a mulher jovem foi diagnosticada o câncer de mama, que foi vencido com ajuda da medicina, a fé, do amor e da coragem da mulher. Realmente sensibilizou as mulheres

Posteriormente a Doutora Yusimi García, responsável do projeto, realizou uma palestra relacionada com o tema, falando da importância das mamas e de seu cuidado, órgão par que faz parte da silhueta feminina e muito importante para a sexualidade, mas também fonte de amor e saúde para seus filhos.

A doutora falou da incidência do câncer de mama no mundo e no Brasil, e da quantidade de vidas que cobra anualmente. Fazendo ênfases que acontece também nos homens.
Ainda fez referência aos fatores de risco com maior ênfase nos antecedentes de esta doença e de câncer de ovário nas pacientes ou alguma pessoa de sua família; 

mencionaram outros como não amamentar a seus filhos, não ter ou ter o primeiro depois dos 30 anos de idade, assim como primeira menstruação antes dos 12 anos e menopausa depois dos 50 anos de idade. Outros como as terapias hormonais, o tabagismo, a obesidade e não realizar exercícios físicos frequentemente são fatores muito importantes.

A mulher pode estar assintomática o pode apresentar sintomas os sinais como a detecção do caroço ou nódulo, afundamento ou abaulamento da mama, erosões e ulcerações na pele na pele como casca de laranja, caroço palpável na axila, saída de liquido pelo mamilo entre outros. E também alertou do tratamento e a importância duma alimentação saudável.

A Doutora destacou os exames preventivos; o autoexame das mamas todos os meses depois da menstruação, o Exame Clinico anual e mamografia anual depois dos 40 anos de idade uma vez ao ano.

A palestra onde as mulheres tira suas duvidas, foi um momento emocionante que comoveu os presentes o depoimento de Dona Celina que sofreou da doença e que hoje está curada, e uma filha de outra paciente narrou como aconteceu em sua mãe, foram momentos muito importantes para todas as pessoas que estavam no evento, mas tocou bem de perto a sensibilidade das mulheres para buscar atenção médica.

Foi passado um vídeo mostrando como fazer o autoexame das mamas e mensagens para elevar a autoestima, colocadas pela ACS Raimunda Melo, assim como mensagens de apoio de Jeneilda Lima e das restantes agentes da equipe Nair, Ilania e Edineide, assim também da enfermeira Maria Aquino.

Ao final a equipe convidou a todas as pessoas ali presentes a um lanche oferecido com o financiamento das agentes de saúde da equipe, consistente em frutas variadas e suco natural de caju, fazendo demonstração da importância de comer abundantes frutas naturais.

Finalmente a equipe agradeceram as mulheres sua presencia e especialmente o apoio oferecido por os integrantes da equipe do Sindicato dos trabalhadores que participaram também do evento.
MAS FOTOS CLIQUE AQUI!!!

Campanha de Aécio usou pesquisa com dados enganosos


Informações de uma pesquisa de intenção de voto do instituto Veritá usadas na propaganda de segundo turno do tucano Aécio Neves são comprovadamente enganosas.

Quem confirma é o próprio dono do instituto que fez o levantamento, Adriano Silvoni. E também o estatístico responsável pelas pesquisas do Veritá, Leonard de Assis.

A informação infundada era a liderança de Aécio em Minas Gerais com 14 pontos de vantagem sobre Dilma Rousseff (PT): uma pesquisa que o mostrava com 57% ante 43% da petista.

O enredo que levou o PSDB a propagar esses números começa em 6 de outubro, logo após o primeiro turno, quando o Veritá conclui uma pesquisa nacional para presidente com 5.161 entrevistas, estudo registrado no TSE (Tribunal Superior Eleitoral) com o código BR-01067/2014.

Tanto o número de entrevistas quanto os municípios de coleta de dados foram definidos pelo Veritá para retratar a disputa eleitoral no Brasil como um todo.

O total de eleitores ouvidos em Minas era suficiente para compor o quadro nacional, mas insuficiente para retratar a realidade local.

Assim, a pesquisa apontou Aécio com 54,8% em todo o Brasil contra 45,2% para Dilma, diferença de 9,6 pontos.

Segundo Assis, dias após a divulgação desse placar, o publicitário Paulo Vasconcelos, responsável pela propaganda de Aécio, pediu para que o Veritá fornecesse os dados das entrevistas feitas só em Minas.

"O estudo não foi feito com essa finalidade", diz. Silvoni, o dono do Veritá, confirma: "Para Minas, foram 561 questionários. Não é confiável".

Mesmo assim, eles acabaram autorizando o envio dos dados. "Eu falei: ´pode pegar, mas cite, por favor, que não representam a realidade de Minas´", lembra Assis.

Se fez mesmo o alerta, não adiantou. No dia 14 de outubro, às 17h06, o site do jornal mineiro "Hoje em Dia" publicou que, segundo o Veritá, Aécio tinha 57% dos votos de Minas contra 43% de Dilma, uma vantagem de 14 pontos.

Em seguida, a campanha do PSDB começou a distribuir um release dizendo que o tucano estava 14 pontos à frente no Estado. E na mesma noite, dirigindo-se à Dilma no debate da Band, o próprio Aécio citou: "Pesquisas [em Minas] mostram que estou mais de 10 pontos na sua frente".

Na época, o PT explorava a derrota do tucano entre os mineiros no primeiro turno. Na TV, a campanha de Dilma repetia: "Quem conhece Aécio não vota em Aécio".

No dia 15, os números não representativos do Veritá passaram a ser mostrados também na propaganda de TV do PSDB, que atribuiu a informação ao jornal "Hoje em Dia".

"Eles não podiam usar nesse contexto", diz Assis. "Nós avisamos [...] Usou na garganta. Não representa Minas. Não é o real cenário do Estado."

A Lei Eleitoral diz que a comprovação de irregularidade em dados publicados de pesquisa sujeita os responsáveis às penas de seis meses a um ano de detenção e multa.

Assis afirma que, ao entregar uma tabela com percentuais não representativos de cada Estado, fez questão de incluir uma nota sobre a não validade das informações.

No rodapé do documento que ele diz ter enviado, consta: "Resultados apresentados nesta tabela em cada Estado não podem ser considerados como estimativa do mesmo pois a pesquisa não foi planejada com tal objetivo".

CLIENTE

Além do problema dos números enganosos, a pesquisa do Veritá pode ter sido registrada de forma fraudulenta. No TSE, consta que o Veritá é, ao mesmo tempo, o contratado e o contratante do estudo, orçado em R$ 300 mil.

Dias atrás, num fórum de debates na internet que reúne profissionais da área de pesquisa, Leonard de Assis afirmou que o formulário do TSE foi preenchido dessa forma porque "o contratante [real] não quis aparecer".

À Folha, o estatístico confirmou a informação. Mas não quis dizer quem verdadeiramente pagou pelo trabalho.

Neste ponto, há uma divergência entre Assis e o dono do Veritá. Adriano Silvoni afirma que os recursos usados para a realização da pesquisa saíam do próprio Veritá.

Fonte: Folha.com

PREFEITURA MUNICIPAL ATRAVÉS DO PROJETO NUCA OFERECE OFICINA DE TEATRO OS ADOLESCENTES DE SÃO MIGUEL

A Prefeitura de São Miguel, em Parceria coma SEDUC, abre inscrições para o Módulo I da Oficina de Montagem de Teatro, com os Monitores Cristiano Nunes e Edicarlos Oliveira. O projeto é da SEDUC, supervisionado pelo Departamento de Cultura, assiste os adolescentes que participam diretamente do NUCA.
Os critérios de participação são: Participantes do NUCA (Núcleo de Participação e Desenvolvimento dos Adolescentes) com sede nas seguintes Escolas:  Escola Padre Cosme; Escola Elisiário Dias; Escola Alice Pessoa; Escola Maria Augusta; Escola Avelino Pinheiro. A idade para participação dos 12 aos 17 anos completos.
As inscrições são gratuitas e devem ser feitas na Prefeitura com o Articulador do Selo UNICEF, José Barbosa. As vagas e as inscrições terminam quando as mesmas forem preenchidas (São trinta vagas para cada NUCA). 
A oficina terá início no próximo dia 22 de novembro. Os encontros acontecerão na Escola Elisiário Dias, das 08h00 às 10h30, na Escola Elisiário Dias. A proposta desta oficina, oferecida pela Prefeitura, através da SEDUC, é contribuir com os estudos sobre o fazer teatral e sobre o trabalho do ator na cidade de São Miguel, tendo como objetivo a realização de um exercício cênico a ser apresentado publicamente.
Os alunos contarão com uma preparação física e vocal voltada para a construção do personagem ao mesmo tempo em que compreendem algumas maneiras de se abordar um processo de criação integrado: a escolha de um tema, de uma linguagem de encenação, o trabalho de transposição do texto escrito para cena, concepção de figurinos, cenário e iluminação, a partir das condições pré-estabelecidas para a montagem de um espetáculo. Com isto, pretende-se ampliar o repertório técnico e poético dos adolescentes alunos-atores estimulando-os à prática teatral coletiva e ao exercício independente deste coletivo em processos de criação. Mais informações ligar no número 91395407.

Pagamento de 91% dos servidores estaduais será creditado nesta sexta-feira (31)

dinheiro-m
As Secretarias de Estado do Planejamento e das Finanças (Seplan) e da Administração e dos Recursos Humanos (Searh) informam que o calendário de pagamento dos salários dos servidores estaduais relativo ao mês de outubro será da seguinte forma: 

Nesta sexta-feira (31), ao meio dia, será creditado o pagamento de todos os servidores da Segurança, Saúde e Educação (inclusive UERN), bem como todos os servidores do DETRAN, IDEMA, DEI, JUCERN e IPEM, independente do valor do salário, que representam um total de 60.055 servidores;

Também na sexta-feira vão receber os servidores ativos e inativos das demais áreas que ganham até R$ 2 mil líquidos – que somam 33.409 servidores;

No dia 10 de novembro, segunda-feira, ao meio dia, serão creditados os salários dos servidores ativos e inativos que recebem acima de R$ 2 mil líquidos - 9.377 servidores, que representam 9% do total.

93.464 servidores receberão o pagamento dentro do mês, o que equivale a 91% da folha do Estado. 

ASSECOM/RN

PSDB pede ao TSE auditoria na apuração de votos da eleição



O PSDB apresentou ao Tribunal Superior Eleitoral (TSE) um pedido de auditoria especial no sistema de votação, apuração e contagem dos votos das eleições deste ano. A solicitação foi feita pelo deputado reeleito Carlos Sampaio (PSDB-SP), no final da tarde desta quinta-feira (30).

Em nota oficial, divulgada no site do diretório estadual do partido em São Paulo, o PSDB afirma que possui "absoluta confiança de que o TSE cumpriu seu papel", mas diz que diversas "denúncias sobre fatos ocorridos durante a votação" aconteceram no último dia 26 de outubro, data do segundo turno das eleições.

"Com a introdução do voto eletrônico, as formas de fiscalização, auditagem dos sistemas de captação dos votos e de totalização têm se mostrado ineficientes para tranquilizar os eleitores quanto a não intervenção de terceiros nos sistemas informatizados", diz a nota.

Segundo o deputado, o pedido "nada tem a ver com o pedido de recontagem ou questionamento do resultado" das eleições, que deram a vitória para a candidata Dilma Rousseff (PT) na disputa pela Presidência da República. "É um pedido de auditoria no sistema, com o acompanhamento do TSE e de técnicos indicados pelos partidos, para evitar que esse sentimento de que houve fraude continue a ser alimentado nas redes sociais", afirma o deputado.

O pedido, segundo o partido, pretende manter a confiança dos cidadãos brasileiros em suas instituições na democracia do País. "O que pretendemos com essa medida judicial é garantir que todo e qualquer cidadão também possa ter a certeza de que nossos representantes políticos são, de fato, aqueles que foram escolhidos pelo titular da soberania nacional: o povo brasileiro", diz a nota oficial.

O TSE ainda não se pronunciou sobre o pedido protocolado nesta quinta-feira.

Fonte: Terra

FOI LANÇADO O PROJETO AUTORIDADES MIRINS NO MUNICÍPIO DE SÃO MIGUEL

A prefeitura Municipal de São Miguel, por meio da SEDUC, lançou nesta tarde de quarta-feira (29), o projeto Autoridades Mirins, realizado pela Secretaria Municipal de Educação - SEDUC de São Miguel.

Constituindo-se como um dos cinco vetores do eixo de Mobilização do Projeto Selo UNICEF- Município Aprovado. A Eleição para Prefeito (a) Mirim é uma promoção destinada alunas e alunos matriculados (as) em escolas públicas urbanas e rurais do ensino fundamental de São Miguel, com idades entre  10 a 15 anos idade. 

O Selo UNICEF acompanha e certifica a gestão municipal, dando visibilidade nacional aos municípios aprovados, ou seja, aqueles que obtêm os melhores resultados na implementação de políticas voltadas para a infância e a adolescência.

É na participação social que o município tem mais oportunidade de envolver crianças e adolescentes na luta pelos seus próprios direitos bem como, de envolver a comunidade efetivamente.

Uma dessas formas é o incentivo à Participação Política das Crianças e Adolescentes para que possam exercer seu direito à cidadania. A escolha do Prefeito Mirim é um exemplo desta ação. 

O pleito eleitoral acontecerá de 01 a 11 de dezembro por ocasião do aniversário de Emancipação Política de São Miguel.

O projeto será coordenado pelo Departamento de Cultura, Evento e Lazer, e Departamento de Ensino, em parceria com os Diretores das Escolas Municipais e Estaduais.


FLAMENGO VENCE O ATLÉTICO-MG NO MARACANÃ E SAI NA FRENTE NA SEMIFINAL


Empurrado pela torcida, o Flamengo deu um passo importante na disputa por uma vaga na final da Copa do Brasil. Na noite desta quarta-feira, num Maracanã animado por mais de 45 mil pessoas, o Rubro-Negro contou com uma noite inspirada de Gabriel para superar a muralha Victor, fazer 2 a 0 no Atlético-MG e quebrar uma sequência de seis jogos invictos do adversário. O ensaboado meia-atacante deu o passe para o gol de Cáceres e, após fazer fila em linda arrancada, sofreu o pênalti convertido por Chicão.

Agora, os cariocas vão para Belo Horizonte em vantagem. E com uma motivação extra: nas quatro vezes em que superaram o Galo em um confronto eliminatório, faturaram o título. Já o Alvinegro, para continuar sonhando com a inédita conquista, precisará repetir o feito que conseguiu diante do Corinthians, quando perdeu o primeiro duelo pelo mesmo placar e, depois, venceu por 4 a 1.

Foi um jogo nervoso, típico da rivalidade acirrada nos anos 80 entre os dois clubes, com muita marcação. Por sinal, os dois gols do jogo foram marcados por jogadores de defesa. A preocupação de Levir Culpi era tanta que ele adotou um esquema mais defensivo, tirando Luan para a entrada de um segundo volante: Pierre, que perdeu tragicamente o irmão no início da semana, assassinado no interior da Bahia. Mas nem isso, tampouco os milagres de Victor, foram suficientes para segurar um Fla empurrado por 40.909 pagantes (45.642 presentes). A renda da partida foi de R$ 2.858.215,00. A torcida atleticana também compareceu em grande número ao Maracanã.

Flamengo e Atlético-MG voltam a campo para a partida decisiva, valendo uma vaga na final do torneio, na próxima quarta-feira no Mineirão.


G1

Rejeição de decreto na Câmara é como 3º turno para oposição, dizem especialistas

Especialistas ouvidos pela Agência Brasil avaliam que a derrubada, na Câmara dos Deputados, do decreto presidencial que regulamentava a Política Nacional de Participação Social e os conselhos populares tem um significado de revanche, de terceiro turno eleitoral, para os partidos de oposição ao governo.

Desde a publicação do decreto, alguns setores do Congresso Nacional vêm se opondo à ampliação da participação da sociedade civil na elaboração de políticas do Estado, destacou o advogado Darci Frigo, coordenador da Organização de Direitos Humanos Terra de Direitos.

“Essa oposição se dá em função do entendimento bastante conservador de que o decreto é uma ameaça à democracia representativa, que está configurada através do voto. Mas a Constituição garante também a democracia direta, em um processo como esse, que amplia a participação da sociedade. Seria um avanço importante de qualificação da democracia, mas o Congresso não quer dividir poder com a sociedade, e essa negativa confronta com as mobilizações que ocorreram no Brasil em 2013, que pediam essas mudanças”, disse Frigo.

Para o advogado, a participação popular não implica a existência de conflito com os direitos parlamentares, mas sim complementa. “A democracia representativa não faz o esforço para resolver os problemas que a sociedade está vivendo. Isso sinaliza que, se a população não se mobilizar, não ir às ruas de novo, a reforma política que está por vir pode ser no sentido de retroceder e não atender aos anseios do povo”, completou.

Frigo conta ainda que a Articulação Justiça e Direitos Humanos, da qual a Terra de Direitos faz parte, solicitou audiência com o presidente do Supremo Tribunal Federal (STF), Ricardo Lewandowski, para discutir meios que permitam à sociedade participar de forma mais ativa no processo de construção da Justiça do país. Ele conta que o ministro falou sobre a ampliação dos mecanismos de participação em seu discurso de posse na presidência da Corte. “Seria um passo importante para debater ainda mais a participação popular.”

A presidenta do Conselho Nacional de Saúde, Maria do Socorro Souza, explica que, na prática não haverá mudança na criação de novos conselhos e eles continuarão existindo. O decreto apenas regulamentava e reorganizava os conselhos e responsabilizava mais os governos, nos três níveis.

“Temos quase 30 anos de democracia, mas é possível melhorar, ter mais articulação entre a democracia participativa e a representativa. Não é porque o Legislativo foi eleito pelo povo que damos o direito de [os parlamentares] legislarem sem dar voz às comunidades. [A derrubada do decreto] foi uma reação revanchista, precipitada, sem transparência ou diálogo com uma política de Estado”, disse Maria do Socorro.
Em participação ontem (28) no programa Espaço Público, da TV Brasil, o ministro das Relações Institucionais, Ricardo Berzoini, disse que a derrubada do decreto não é o fim do mundo. “Já perdemos várias, perdemos votações e a vida segue, claro que queremos ganhar o máximo possível. Mas o resultado é ruim para quem defende posições populares”, avaliou.

“É uma derrota simbólica”, disse o assessor de Projetos e de Formação da Coordenadoria Ecumênica de Serviço, José Carlos Zanetti. “O decreto seria o coroamento da criação de um sistema de muitos conselhos já existentes, que legitimam políticas públicas. Houve um sinal ruim com a suspensão do decreto que cria uma cortina de fumaça naquilo que já estava acontecendo, provoca um desgaste na sociedade”, disse.

Segundo a coordenadora-geral da associação Ação Educativa e integrante da Diretoria Executiva da Associação Brasileira de Organizações Não Governamentais (Abong), Vera Masagão, o decreto estava ligado à transparência e coibia o aparelhamento do governo. Para ela, a Câmara colocou em xeque a iniciativa de milhares de pessoas que, voluntariamente, participam de conselhos em todos os níveis pelo país.

“Não há nenhum argumento válido [dos deputados]. A perda é grave com a atitude do Congresso, uma ação que seria importante para a democracia ser usada para embate político. E o que chama a atenção é a participação de um grupo tão grande de lideranças de partidos historicamente comprometidos com a participação social”, disse Vera.

A integrante da Abong acrescentou que a sociedade saiu mais politizada da eleição e que é preciso cobrar desses partidos uma oposição mais qualificada, com mais consistência dos argumentos e propostas alternativas. “Se eles se sentem ameaçados, têm que explicitar”, argumentou Vera.

O Projeto de Decreto Legislativo 1.491/14, que derruba o Decreto nº 8.243, de maio deste ano, ainda passará pela avaliação do Senado Federal. O presidente da Casa, Renan Calheiros (PMDB-AL), disse hoje que “dificilmente” o decreto será mantido no Senado.


Agência Brasil

quarta-feira, 29 de outubro de 2014

OUTUBRO ROSA EM SÃO MIGUEL/RN

A Prefeitura de São Miguel/RN, através de todas as secretarias municipais, convida toda a população para participar nesta quinta-feira 30 de outubro de 2014, às 16h00, do evento Tarde Rosa na Lagoa.

PROGRAMAÇÃO DO EVENTO:

  • ÍNDICE DE CÂNCER DE MAMA NO MUNICÍPIO: SECRETÁRIA MUL. DE SAÚDE
  • PALESTRA: PREVENÇÃO DO CÂNCER DE MAMA.
  • PALESTRANTE: DRª. YUSIMI GARCIA
  • AÇÕES DESENVOLVIDAS ATRAVÉS DE PROFISSIONAIS DE SAÚDE
  • ATIVIDADE CULTURAL COM A CANTORA CARLA TALITA
  • ATIVIDADES FÍSICAS: PROFISSIONAL DE EDUCAÇÃO FÍSICA
  • CAMINHADA ROSA EM VOLTA DO PARQUE DA LAGOA.
  • OBS: PEDIMOS AOS PARTICIPANTES QUE POSSUAM UMA CAMISETA DA COR ROSA USEM PARA SIMBOLIZAR A COR DO MÊS.


Outubro Rosa é uma campanha de conscientização que tem como objetivo principal alertar as mulheres e a sociedade sobre a importância da prevenção e do diagnóstico precoce do câncer de mama. Esta campanha acontece com mais intensidade no mês de outubro e tem como símbolo o laço cor de rosa.

Mulher sobrevive na BA após marido cravar faca na cabeça durante briga



Uma mulher de 27 anos sobreviveu após ser atacada pelo marido dentro de casa e ficar com uma faca cravada na cabeça no município de Vitória da Conquista, sudoeste da Bahia, na noite de domingo (26). Após o crime, o suspeito foi espancado pelos vizinhos e encaminhado para a 10ª Coordenadoria de Polícia do Interior, segundo informações da 78ª Companha Independente da Polícia Militar (CIPM).

De acordo com a PM, o casal teria se envolvido em uma briga em que o suspeito acusou a vítima de traição. A mulher foi atingida com dois golpes de faca nas costas e um na cabeça.

Ainda segundo a polícia, o objeto que ficou preso ao crânio da vítima foi retirado durante uma cirurgia realizada no Hospital Regional da cidade. O estado de saúde da mulher é estável, informou a Assessoria de Comunicação da unidade hospitalar na manhã desta segunda-feira (27).

"A faca foi retirada e encaminhada à polícia para perícia. A mulher está consciente e aguardando a avaliação do cirurgião geral", informou a assessoria da unidade de saúde.

Já o suspeito está custodiado na 10ª Coorpin e será transferido ainda nesta segunda-feira para o Presídio Nilton Gonçalves. "Ele foi penalizado por tentativa de homicídio no artigo 121, combinado com o artigo 14, inciso II", informa a delegada Decimária Cardoso Gonçalves, titular da Delegacia de Atendimento à Mulher (DEAM).

Fonte: G1 BA

Record é condenada em R$ 100 mil por exibir Xuxa


A 16ª Câmara Cível do Tribunal de Justiça do Rio de Janeiro (TJ-RJ) julgou na última semana um processo que a apresentadora da Globo, Xuxa Meneghel, movia contra a Record.

Segundo o ConJur, o processo foi movido por conta da veiculação de uma foto dela nua na internet e na reportagem "Incríveis transformações de famosas" durante o extinto dominical "Programa do Gugu", comandado por Gugu Liberato, em 2012.

O relator do caso, o promotor Mauro Dickstein, argumentou que "houve evidente objetivo de exploração econômica por captação de audiência com a exibição da matéria sensacionalista, quando o propósito também poderia ter sido alcançado sem a exposição da apresentadora".

Xuxa, nos autos, disse que entrou com o processo alegando que apesar da imagem ter sido feita há mais de 20 anos para uma publicação masculina, destinada especificamente ao público com mais de 18 anos, a foto foi exibida sem autorização.

Em sua defesa, a Record disse que ao se deixar fotografar, a apresentadora renunciou aos valores de sua privacidade e intimidade.

Porém, o relator disse que a exibição foi feita fora do contexto dos bons valores éticos da TV. "Mesmo em se tratando de pessoa famosa, em relação a qual existiria a rigor uma presunção de consentimento do uso, porquanto inegável a ocorrência de dano (...), certamente causando a autora, que alcançou notoriedade pelo trabalho desenvolvido junto às crianças, daí referida frequentemente como ´Rainha dos Baixinhos´, inquestionável dor, humilhação, transtorno e desgosto", completou.

Com isso, a emissora terá que pagar uma indenização de 100 mil reais à Xuxa.

A Record ainda pode recorrer da decisão em segunda instância. Procurada pela reportagem do NaTelinha, a assessoria do canal afirmou que não vai comentar o assunto.

Fonte: Na Telinha

Dilma já admite trocar plebiscito por referendo para reforma política



A presidente reeleita Dilma Rousseff admitiu nesta terça-feira a possibilidade de dialogar com o Congresso Nacional e fazer um referendo para a reforma política. Logo após a apuração das urnas, Dilma havia discursado sobre a necessidade da elaboração de um plebiscito. No referendo, a população responderia “sim” ou “não” a um projeto elaborado pelo Congresso.

Já no outro tipo de consulta popular, os brasileiros escolheriam entre diferentes opções de sistema político e financiamento de campanha.Dilma deu entrevista ao SBT e à Band nesta terça-feira.

Nos últimos dois dias, parlamentares e o presidente do Senado, Renan Calheiros (PMDB), reagiram à proposta de plebiscito. Dilma disse, agora, que não está “preocupada” com o formato da consulta popular, mas destacou que será difícil o debate do tema sem que tenha a participação popular.

— Acho que não interessa muito se é referendo ou plebiscito. Pode ser uma coisa ou outra — afirmou.

— Eu participei nessa eleição de discussões em todo o Brasil. Aliás, isso talvez seja o grande mérito de uma eleição, a capacidade de você discutir e dialogar com os mais diferentes setores. O que que eu vi? Eu vi uma ânsia imensa pela reforma política. Além disso, eu vi um movimento muito forte de vários segmentos, nem todos pensam igual, mas todos eles irmanados nessa questão da reforma política, que me apresentaram entre 7 milhões a 8 milhões de assinaturas — disse Dilma sobre as propostas da OAB, do Movimento de Combate à Corrupção Eleitoral e da CNBB.

Dilma garantiu que chamará a oposição para o diálogo com a nação, como prometido no domingo passado, em seu pronunciamento na festa da vitória da campanha. Ela incluiu os presidenciáveis derrotados Aécio Neves (PSDB) e Marina Silva (PSB) na lista de representantes a serem procurados.

— Eu não acredito que alguém queira um futuro pior para o país. Então, já tem aí um ponto de unidade, de possível união. Eu acredito que a disposição para o diálogo são essenciais pós-eleições. Obviamente, esse diálogo tem que abranger a maior parte ou todos os setores organizados que se dispuserem. Isso inclui aqueles que foram oposição e adversários meus durante o processo eleitoral.

Dilma descartou negociar com a oposição sobre projetos pontuais em tramitação no Congresso. Ela disse que a conversa com essas lideranças tem que ser sobre questões maiores.

— Não é negociação toma lá da cá. Tem que ser sobre as questões importante para o futuro do país. É obvio que eu posso perder uma votação no Congresso, mas também posso ganhar. Agora, o que acho que vamos ter que discutir não são questões pontuais. Temos que discutir como encarar daqui para frente as reformas fundamentais, como a política, tributária — afirmou.

Com o principal governador do PSDB, Geraldo Alckmin (São Paulo), a presidente disse que a oferta de ajuda para enfrentar a crise de abastecimento em São Paulo já foi feita pelo governo federal e que, agora, é o tucano quem deve procurá-la se quiser parceria.

Ao ser questionada sobre a regulação da mídia, a presidente afirmou que não pretende interferir na liberdade de expressão:

— Eu sou de uma época. Eu vivi sobre a ditadura, e ao viver sobre a ditadura eu sei o valor da liberdade de imprensa. Agora, como qualquer setor econômico, porque a mídia não é somente ou cultural ou jornalístico, tem de ter regulações econômicas. Vamos discutir bastante antes de fazê-lo.

Sobre mudanças no direito de resposta, Dilma acredita que o tema deve ser regulamentado:

— As pessoas não podem se dar ao luxo de querer bloquear informações porque se sentem ameaçadas ou feridas. Por isso que tem de regulamentar para colocar limites claros.

Fonte: O Globo.com

Papa diz que teoria do Big Bang não contradiz cristianismo


O papa Francisco afirmou na última segunda-feira que a criação do mundo "não é obra do caos, mas deriva de um princípio supremo que cria por amor".

"O Big Bang não contradiz a intervenção criadora, mas a exige", disse o pontífice para os acadêmicos da Pontifícia Academia das Ciências, reunidos para a sua plenária, na inauguração de um busto de bronze em homenagem ao papa emérito Bento XVI.
O papa criticou que quando as pessoas leem o livro do Gênesis sobre como foi a origem do mundo, pensam "que Deus tenha agido como um mago, com uma varinha mágica capaz de criar todas as coisas. Mas não é assim".
Segundo Francisco, o homem foi criado com uma característica especial - a liberdade - e recebe a incumbência de proteger a criação, mas quando a liberdade se torna autonomia, destrói a criação e homem assume o lugar do criador.
"Ao cientista, portanto, e, sobretudo, ao cientista cristão, corresponde a atitude de interrogar-se sobre o futuro da humanidade e da Terra; de construir um mundo humano para todas as pessoas, e não para um grupo ou uma classe de privilegiados", concluiu o pontífice.
A Pontifícia Academia das Ciências foi fundada em 1603, em Roma, com o nome de Academia dos Linces. É formada por 80 pesquisadores nomeados vitaliciamente pelo papa.
Conforme as regras, os candidatos a uma vaga na academia são escolhidos com base na relevância de suas análises científicas e da sua reconhecida estatura moral, sem qualquer discriminação ética ou religiosa.

Agências nacionais

Ratinho acusa Huck, Groisman e Casé de copiarem quadros de seu programa


Na última segunda-feira (27), Ratinho alegou que Luciano Huck, Serginho Groisman e Regina Casé estão, supostamente, copiando quadros de seu programa no SBT. O apresentador, no entanto, evitou utilizar o termo “plágio”.

"Olha, [Pedro] Manso. Você notou que as outras emissoras de televisão têm copiado? É impressionante como vocês copiam o meu programa. Olha, eu estava vendo o ["Altas Horas"] programa do Serginho Groisman, está fazendo igual o ´Boteco´. Aquela de domingo, do ´Esquenta´, igualzinho. Dá uma mudadinha. Agora até o Huck. Até você, Huck?!", reclamou ao vivo.

O apresentador continuou seu desabafo: "Sinal de que estamos fazendo certo. Podem copiar que eu vou começar a copiar as novelas da Globo. Eu vou começar a cobrar o negócio do ´royalties´” - royaltie é o termo referente à cobrança de um valor pelo proprietário de uma patente, processo de produção ou marca registrada.

Esta não foi a primeira vez que Ratinho acusou um programa da TV Globo de lhe copiar. O jornalista apontou semelhanças entre os quadros "Acerte o Certo", de sua atração, e o "Quem Está Mentindo", do Faustão. No entanto, o canal carioca negou o suposto plágio e disse que Fausto Silva tinha os direitos do quadro.  

Fonte: Famosidades - Msn Entretenimento

Gráficos mostram que Dilma venceu de virada



A eleição mais emocionante desde a redemocratização teve um capítulo final à altura. Gráficos divulgados pelo TSE mostram que o candidato do PSDB Aécio Neves esteve à frente de Dilma Rousseff (PT) durante boa parte da apuração.

No início da apuração, Aécio chegou a ter 67,7% dos votos, contra 32,3% de Dilma (às 17h05). A fatia de Aécio foi reduzindo até que Dilma passou o adversário, às 19h32. Neste horário a petista atingiu 50,05% dos votos, contra 49,95% do tucano. 

Os dados da apuração começaram a ser divulgados para a população por volta das 20h, quando foram encerradas as votações no Acre. Neste horário, Dilma estava com 51,4% votos, contra 48,96% de Aécio. 

Mais de 95% dos votos válidos já haviam sido apurados. No entanto, com um resultado apertadíssimo, ainda era possível que o tucano virasse o jogo. Mas não foi o que aconteceu. Dilma venceu as eleições com 51,6%, contra 48,3% do tucano. 

Fonte: Exame.com